Blog JML - QUAL A MELHOR INTEPRETAÇÃO PARA O ART. 64 DA NOVA LEI DE LICITAÇÕES, QUE TRATA DAS DILIGÊNCIAS, SEGUNDO O TCU? - Blog JML - Cursos, Capacitação e Aperfeiçoamento, Seminários, Eventos e Consultoria em Licitação - Excelência em Soluções Jurídicas
QUAL A MELHOR INTEPRETAÇÃO PARA O ART. 64 DA NOVA LEI DE LICITAÇÕES, QUE TRATA DAS DILIGÊNCIAS, SEGUNDO O TCU? ... 26 de Agosto de 2021
COMPARTILHE:
      Acerca do tema, dispõe a Nova Lei, no art. 64, que após a entrega dos documentos para habilitação, não será permitida a substituição ou a apresentação de novos documentos, exceto em de diligência, para fins de complementação de informações acerca dos documentos já apresentados pelos licitantes e desde que necessária para apurar fatos existentes à época da abertura do certame (inc. I), ou para atualização de documentos cuja validade tenha expirado após a data de recebimento das propostas (inc. II). Ademais, o § 1º confere a comissão de licitação o poder de sanar erros ou falhas que não alterem a substância dos documentos e sua validade jurídica, mediante despacho fundamentado registrado e acessível a todos, atribuindo-lhes eficácia para fins de habilitação e classificação.

      De acordo com o Plenário do TCU, em recente Acórdão 1211/2021, o art. 64 da Nova Lei de Licitações não se diferencia substancialmente do art. 43, §3º, da Lei 8.666/1993. No entanto, vai além ao permitir a efetuação de diligência com o objetivo de complementar informações necessárias à investigação de fatos existentes no período da abertura do certame, “o que se alinha com a interpretação de que é possível e necessária a requisição de documentos para sanear os comprovantes de habilitação ou da proposta, atestando condição pré-existente à abertura da sessão pública do certame.”

      Logo, não há vedação relativa à requisição e envio de documentos, cujo teor não altere ou modifique aquele anteriormente encaminhado, e desde que fundamentado o ato que concedeu nova oportunidade para envio da documentação. Aliás, o TCU ilustra a questão recorrendo ao pregão: “se não foram apresentados atestados suficientes para demonstrar a habilitação técnica no certame, talvez em razão de conclusão equivocada do licitante de que os documentos encaminhados já seriam suficientes, poderia ser juntado, após essa verificação no julgamento da proposta, novos atestados de forma a complementar aqueles já enviados, desde que já existentes à época da entrega dos documentos de habilitação”.

      Portanto, em sede de diligências a admissão da juntada de documentos para fins de complementação e atualização, que apenas visam atestar condição pré-existente ao momento de abertura da sessão pública do certame, não afronta os princípios da isonomia e igualdade entre as empresas licitantes, nem ferem os princípios da vinculação ao edital e do interesse público da Administração em contratar a melhor proposta. Conduta oposta a esta, como, por exemplo, “a desclassificação do licitante, sem que fosse dada oportunidade para sanear os seus documentos de habilitação”, é que, segundo o TCU no Acórdão em comento, configuraria “objetivo dissociado do interesse público, com a prevalência do processo (meio) sobre o resultado almejado (fim).”

COMPARTILHE:
!
A opinião emitida nos textos é de total responsabilidade de seus autores e não corresponde, necessariamente, aos entendimentos do Grupo JML.
Lei Geral de Proteção de Dados - LGPD // 20 de Setembro de 2021
LGPD: NECESSIDADE OU OPORTUNIDADE?
Por: Alvino Fernandes do Carmo Neto.
leia mais
NOVA LEI DE LICITAÇÕES // 20 de Setembro de 2021
FISCAL E GESTOR DE CONTRATOS NA NOVA LEI DE LICITAÇÕES
Por: Julieta Mendes Lopes Vareschini.
leia mais
Nova Lei de Licitações // 10 de Setembro de 2021
O QUE SE ENTENDE POR FORMALISMO MODERADO NA NOVA LEI DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES PÚBLICAS?
Por: Danielle Regina Wobeto de Araujo.
leia mais
Nova Lei de Licitações // 09 de Setembro de 2021
QUAL A DIFERENÇA ENTRE SOBREPREÇO E SUPERFATURAMENTO PREVISTOS NA NOVA LEI DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES PÚBLICAS?
Por: Danielle Regina Wobeto de Araujo.
leia mais
Nova Lei de Licitações // 02 de Setembro de 2021
QUAIS SÃO AS NOVIDADES DA NOVA LEI DE LICITAÇÕES PARA AS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE?
Por: Danielle Regina Wobeto de Araujo.
leia mais
Nova Lei de Licitações // 27 de Agosto de 2021
DE ACORDO COM A LEI 14.133/21 PODE A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA LICITAR CONTRATAR ARTIGOS DE LUXO?
Por: Danielle Regina Wobeto de Araujo.
leia mais
Nova Lei de Licitações // 26 de Agosto de 2021
PODEMOS AFIRMAR QUE O CRITÉRIO DE JULGAMENTO “MENOR PREÇO”, DISCIPLINADO NO ART. 34 DA LEI 14.133/21, FOI RESSIGNIFICADO SE COMPARADO COM O CONCEITO LEGAL DA LEI 8.666/93?
Por: Danielle Regina Wobeto de Araujo.
leia mais
23 de Agosto de 2021
O CONCEITO DE ERRO GROSSEIRO EMPREGADO PELO TCU PARA FINS DE APLICAÇÃO DE SANÇÃO
Por: Danielle Regina Wobeto de Araujo.
leia mais
Pesquisa de Preços // 19 de Julho de 2021
JURISPRUDÊNCIA COMENTADA: A DISPENSALIDADE DA PESQUISA DE PREÇOS PARA FINS DE PRORROGAÇÃO CONTRATUAL
Por: Luiz Cláudio de Azevedo Chaves.
leia mais
15 de Julho de 2021
QUADRO COMPARATIVO: IN 732020 X IN 65 2021
Por: Grupo JML.
leia mais
Sistema "S" // 14 de Julho de 2021
NOVA LEI DE LICITAÇÕES E O SISTEMA “S”
Por: Julieta Mendes Lopes Vareschini.
leia mais
Planejamento // 05 de Julho de 2021
PLANEJAMENTO DAS CONTRATAÇÕES À LUZ DA NOVA LEI DE LICITAÇÕES
Por: Julieta Mendes Lopes Vareschini.
leia mais
Inexigibilidade // 30 de Junho de 2021
COMENTÁRIO AO ACÓRDÃO 6875/2021 – TCU PLENÁRIO
Por: Lincoln Proença.
leia mais
Pregão Eletrônico // 21 de Junho de 2021
JURISPRUDÊNCIA COMENTADA – PREGÃO ELETRÔNICO – SANEAMENTO DE DEFEITOS NA HABILITAÇÃO POR PARTE DO PREGOEIRO E NECESSIDADE DE MOTIVAÇÃO DO ATO
Por: Luiz Cláudio de Azevedo Chaves.
leia mais
Nova Lei de Licitações // 21 de Junho de 2021
DIÁLOGO COMPETITIVO, A MODALIDADE INÉDITA IMPLEMENTADA PELA NOVA LEI DE LICITAÇÕES E CONTRATOS
Por: Lincoln Proença.
leia mais
Obras // 26 de Maio de 2021
EMPREITADA POR PREÇO GLOBAL. PAGAMENTO ATRELADO À EFETIVA EXECUÇÃO
Por: Julieta Mendes Lopes Vareschini.
leia mais
Licitação // 14 de Maio de 2021
COMENTÁRIO AO ACÓRDÃO 313.2021 - TCU PLENÁRIO
Por: Lincoln Proença.
leia mais
COVID-19 // 11 de Maio de 2021
COMENTÁRIO AO ACÓRDÃO 842/2021 TCU PLENÁRIO
Por: Lincoln Proença.
leia mais
Newsletter
Mendes e Lopes Pesquisa, Treinamento e Eventos Ltda.
CNPJ: 07.777.721/0001-51
Rua Mandaguaçu, 534 – Bairro Emiliano Perneta
83324-430 – Pinhais – PR.
Central de Relacionamento JML:
41 3595.9999
Orientações JML: 41 3595.9997
WhatsApp: 41 9 9622.6851
Utilizamos cookies (e/ou tecnologia de rastreamento de dados) para saber como você interage com nosso Portal (Sites de serviços online, Hotsites e Landing Pages). Usamos esta informação para melhorar sua experiência e para metrificar visitantes. Para entender mais sobre o que utilizamos, veja nossas Políticas de Privacidade de Dados: Política de Privacidade e Política de Cookies.
ACEITAR